Quem sou eu

Minha foto
" 4 - Bem aventurado aquele a quem tu escolhes, e fazes chegar ati, para que habite em teus atrios; nós seremos fartos da bondade da tua casa e do teu santo templo. 5 - Com coisas tremendas em justiça nos responderás, ó Deus da nossa salvação; tu és a esperança de todas as extremidades da terra e daqueles que estão longe sobre o mar; " SALMO 65 (4;5)

sábado, 2 de maio de 2015

A oferta de Deus!

Mateus 20

6 E, saindo perto da hora undécima, encontrou outros que estavam ociosos, e perguntou-lhes: Por que estais ociosos todo o dia?
7 Disseram-lhe eles: Porque ninguém nos assalariou. Diz-lhes ele: Ide vós também para a vinha, e recebereis o que for justo.


A paz do Senhor irmãos!

O dia de trabalho começava às seis horas da manha e ia até às dezoito horas da tarde. Por tanto seriam doze horas de trabalho durante o dia. No contexto desta parábola o empregador passou várias vezes pelo local onde os trabalhadores ficavam aguardando, se dispondo para a possibilidade de serem contratados, período de um dia, salário de um denário. Este valor era o suficiente para as despesas de sua família por um dia, alimento e óleo para as lamparinas, ou seja, sustento e luz para sua família.

O empregador logo no inicio do dia contratou os trabalhadores que encontrou na praça, depois de três, seis e nove horas ao passar por aquele lugar, contratou mais trabalhadores que estavam disponíveis.

Sempre num ciclo de três a horas. Porém, um fato aconteceu, o próximo ciclo de três horas seria o fim do dia, o término da jornada de trabalho, o empregador quebrou aquele ciclo e passou novamente pela praça dos trabalhadores, uma hora antes do fim, e encontrou mais trabalhadores ociosos, e por misericórdia e bondade, os contratou, enviou para sua vinha com a promessa de pagar o que fosse justo. E aceitaram a oferta e foram.

Os que foram contratados primeiramente, estavam tranquilos, que ao fim do dia, chegariam para suas famílias, com sentimento de dever cumprido, com o alimento e óleo para lamparinas, estavam felizes. Mas Aqueles trabalhadores, que ficaram o dia inteiro esperando serem contratados, com certeza, deveriam estar pensando como chegariam em casa, sem o alimento para a família e sem óleo para as lamparinas, angustiados e tristes, já no fim do dia a desesperança enchia seus corações. 

A prática do pagamento de um dia de serviço para o sustento diário, não foi praticado apenas no tempo de Jesus Cristo, isto é, por volta de dois mil anos atrás, mas em tempos recentes, em relatos familiares de décadas atrás, e provavelmente até nos nossos dias em comunidades que vivem em lugares remotos em todo o mundo.

O empregador por conhecer estas práticas e ao perceber a necessidade dos trabalhadores, foi tocado para estender a mão, e os contratar mesmo que fosse por uma hora, e proporcionar a esperança de não chegarem a suas casas de mãos vazias. Esperança na vida daqueles que não tiveram a oportunidade durante aquele dia.

Assim é Deus em nossas vidas, quebra o protocolo das condicionantes para buscar aqueles que ainda estão ociosos, muitos poderiam dizer, está tarde já, amanha vou logo cedo, outros poderiam ter murmurado, agora que vem nos oferecer serviço? Mas aqueles que receberam a oportunidade não desperdiçaram, foram imediatamente, não sabia o que e nem quanto iriam receber, mas viram que, mesmo tarde ainda havia esperança para sua s vidas.

Deus em todas as horas de nossas vidas, nos convida a estar com Ele, na sua presença, na sua propriedade, na sua obra!

Muitos dirão, está tarde, quem sabe amanha, se não tiver mais nada para fazer, eu vá; outros dirão, agora que vem em minha vida? Porque não veio antes? E assim perderão o convite para estar com Deus. 

Estes não entenderam que no final, todos, tanto os que foram primeiro e os que foram por ultimo, receberão a bondade de Deus, todos receberão a justiça de Deus que abençoa e é bom de uma forma maravilhosa, independente do tempo que estamos na sua presença, mas sim, na bondade e misericórdia, de nos ofertar e no aceitar a oferta que Ele nos faz. 

Quantos perdem a vida, de maneiras inesperadas e até imprevisíveis, acidentes, doenças, assassinatos etc. Não deixe para amanha.

Mas o que não podemos esquecer é que independente da hora, ou dia, temos de aceitar a oferta quando nos for oferecida. Pode ser no inicio da vida, ou, no final, só não podemos deixar passar. A vida pode acabar hoje, e não amanha, temos de aceitar a oferta de viver com o Senhor hoje, agora, e confiar na justiça de Deus. 

Não deixe nunca de aceitar a oferta de Deus, se lhe chamar diga, eis me aqui Senhor. Enquanto há vida a esperança e há o convite de Deus para nossas vidas. Se aceitar receberá o galardão de Deus.

Aceite a oferta de Deus.




Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vamos orar
Soberano Deus e Eterno Pai! Entro em sua presença nesta hora, para pedir que abençoe essa pessoa que está orando comigo, Nas áreas: física, financeira, espiritual, conjugal, sentimental e familiar. Pai! Se por algum motivo, o inimigo estiver tramando algo, para atrapalhar os planos e sonhos dessa pessoa que é tão importante pra ti e para mim!
Nessa hora seja desfeito todo mal; em nome do Senhor Jesus Cristo; envia anjos ao redor da vida dela, e faz dela mais que vencedora...
Para que o nome do senhor seja glorificado através dessa oração.
( 1TIMÓTEO cap2- 1 ao 6 )