Quem sou eu

Minha foto
" 4 - Bem aventurado aquele a quem tu escolhes, e fazes chegar ati, para que habite em teus atrios; nós seremos fartos da bondade da tua casa e do teu santo templo. 5 - Com coisas tremendas em justiça nos responderás, ó Deus da nossa salvação; tu és a esperança de todas as extremidades da terra e daqueles que estão longe sobre o mar; " SALMO 65 (4;5)

quarta-feira, 29 de julho de 2015

O Senhor simplifica e facilita

Provérbios 11

27  O que buscas cedo o bem, busca favor, mas ao que procura o mal, esse lhe sobrevirá.
28  Aquele que confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a rama.
29  O que perturba a sua casa herdará o vento, e o tolo será servo do sábio de coração.
30  O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio.
31  Eis que o justo é punido na terra; quanto mais o ímpio e o pecador!

Provérbios 12 
1  O QUE ama a instrução ama o conhecimento, mas o que odeia a repreensão é estúpido.

A paz do Senhor Irmãos!
Mais um palavra abençoada para nossas vidas. Seguindo sempre o padrão do Senhor em simplificar a orientação e também facilitar nossas ações e atitudes. 

O Senhor nos apresenta dois caminhos, duas escolhas, e ordena escolher a Deus. Nos orienta para escolher o correto. O caminho que leva a vida, escolher o bem. (DT 30:15 a 20).

Assim sendo se escolhermos aquilo que não agrada a Deus, seremos responsáveis por todas as situações que nos sobrevierem. 

Quando buscamos direcionar nossas vidas pelos nossos entendimentos e sentimentos, não filtrando na palavra do Senhor nossas ações e atitudes, passaremos a viver aquilo que Deus não planejou para nossas vidas. A humanidade é caída, somos pecadores, se formos andar segundo nossos desejos e paixões, nem se fossemos, o mais sábio dos homens cairíamos, leiam sobre Salomão.

Aquele que está na obra do Senhor, sendo ferramentas, divulgando a palavra, sendo usados para edificarem vidas, é considerado sábio e suas ações transformadas em vidas para o Senhor.

A palavra fala de justos, mas estes segundo o julgamento de Deus, dentro de sua Soberania e Misericórdia, pois, somos pecadores, e em alguma momento seremos de alguma forma penalizados, pois, o Senhor repreende aquele que ama. (PV 3:12). 

Se os justos são castigados irmãos, como será o castigo dos ímpios e pecadores? 
Mas não somos todos pecadores? Sim somos, mas o contexto da palavra, segundo o julgamento de Deus, faz separação entre aqueles que nasceram pecadores, e continuam pecando, e os que, mesmo nascendo pecadores, passam a vida na luta diária contra o pecado. 

Enquanto uma parcela não se importam com esta situação de pecado, ou até renomeiam estas atitudes para camuflar, outra parcela travam verdadeiras batalhas contra o pecado. 

Muitos se alegram quando são repreendidos pelo Senhor, pois assim podem rever certas ações e situações, e desta forma corrigir aquilo que não agrada a Deus, porém aquele que houve, e acha que se aplica apenas para a vida de outras pessoas, é considero falto de entendimento. 

O Senhor simplifica nossas vidas, nossas escolhas, que possamos sim, escolher a vida, o bem. Escolher a Deus e aceitar em nossos corações a repreensão do Senhor, pois, Ele nos Ama.


Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

quinta-feira, 16 de julho de 2015

A graça de Deus abençoa nossas vidas de diversas formas.

2º CORÍNTIO 8

1 Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da macedônia;
2 Como em muita prova de tribulação houve abundância do seu gozo, e como a sua 
3 profunda pobreza abundou em riquezas da sua generosidade.
4 Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente.

A paz do Senhor Irmãos!

Nestes primeiros versículos, Paulo elogia a graça de Deus, em usar as igrejas da macedônia. Explicando que somente pela graça as igrejas, mesmo enfrentando profunda pobreza foram generosos. Assim como podemos verificar em Lc 21: 1-4, a oferta da viúva pobre. E destacando a graça de Deus, nos informa, quem nos concede estas condições. Ml 3:10 ".. Fazei prova de mim..."

Paulo exalta a voluntariedade, ou seja, fazer com sinceridade, ser generoso em ajudar e em confiar no Senhor. 

9 Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.

Jesus Cristo, mesmo sendo em forma de Deus, não quis ser tratado como Deus, mas sim , aniquilou-se, tomando forma de servo, se fazendo homem. (Fp 2:5-7). Para que assim, pudéssemos recebermos a GRAÇA, uma riqueza incalculável.  


12 Porque, se há prontidão de vontade, será aceita segundo o que qualquer tem, e não segundo o que não tem.
13 Mas, não digo isto para que os outros tenham alívio, e vós opressão,

Nestes versículos, Paulo deixa claro que a oferta, não é segundo o que não possuímos, mas sim dentro de nossas possibilidades. Aquele que nada tem, necessita de ser ajudado pela igreja, pois, com certeza assim Deus espera. 

Infelizmente, quantas atrocidades são cometidas, pela falta de: "entendimento" ou "comprometimento" com os ensinamentos de Cristo.


14 Mas para igualdade; neste tempo presente, a vossa abundância supra a falta dos outros, para que também a sua abundância supra a vossa falta, e haja igualdade;15 Como está escrito: O que muito colheu não teve demais; e o que pouco, não teve de menos.

Neste último versículos, o Apóstolo, expõe as justificativas finais e claras sobre a necessidade de ajudar aqueles que estão passando por necessidades. 

Muitos vão dizer que pessoas, mal intencionadas, se aproveitariam para não trabalhar e viver as custas de quem trabalha! que tomam emprestado e não pagam, Sim. Muitos cometeriam este crime de aproveitar-se da boa vontade de outros. Porem muitas pessoas, realmente estão necessitando de ajuda, em momentos difíceis. Atravessando períodos de pouca colheita. E se temos como ajudar, porque não o fazemos?

Se não começamos a ajudar dentro de nossos círculos de convivência, dentro da Família de Deus, também na igreja, como poderemos viver a Palavra de Deus. Lembrando que necessitamos de Deus todos os dias, e é Ele quem nos ajuda.

Se hoje está e condições favoráveis, amanha poderá não estar.
Sempre existe uma forma de ajudar.

As missões necessitam de ofertas: 
1º -  Atendendo o chamado de Deus para este ministério, ou seja, o trabalho de campo; 
2º -  Com ofertas em valores para suprir a necessidade dos irmãos que estão no campo das missões;
3º - Com Orações para os irmãos que estão desenvolvendo este trabalho (E para quem acha que o  orar é a parte mais cômoda, fácil e sem custo! faça o teste. Ore uma semana de madrugada pelas    missões e pelos irmãos que estão desenvolvendo este trabalho). 

Todas as 3 formas de ofertas acima descritas são de grande valia.



Qual está sendo nossa postura quanto a oferecer ajuda ao próximo? Ou será, que somente nós precisamos de ajuda. Aquelas pessoas que você conhece e que está passando alguma necessidade; Aquele trabalho da igreja em prover as viúvas e os órfãos e necessitados; O irmão que passa a sua frente com frio e fome, será que precisa pedir um agasalho ou alimento? ou o corpo trêmulo já não é o bastante.

A graça de Deus abençoa nossas vidas de diversas formas. Então, Quem quer ser benção na vida do Próximo!


Que possamos rever nossas ofertas e ações e também rever os pedidos que fazemos a Deus. 


Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 

ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.

Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

segunda-feira, 13 de julho de 2015

O Perdoar e Ser Perdoado

MATEUS 5


23 Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,

24 Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta." Mateus


A palavra do senhor fala do perdão, e de como temos de analisar nossas ações e atitudes, perante nossos irmãos. Um erro não justifica outro. 

Enquanto nos julgamos, como merecedores de perdão, principalmente por Deus, neste mesmo espaço de análise, mal conseguimos perdoar. Temos de limpar nossos corações para que Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo  faz morada em nossas vidas. 

Nós não podemos mudar as pessoas, temos de vigiar em muitas situações, se não estaremos tentando a Deus. Mas limpar nossos corações é uma ação que podemos e devemos colocar em prática sim!. 

Quebrar nosso respeito próprio, orgulho, vaidade, é fácil de falar para os outros. Mas o que adianta falar isto para as pessoas, se não tentamos colocar em prática em nossa próprias vidas. E se fazemos, nada mais fazemos que nossa obrigação. 

Orar por aqueles que nos ofendem, nos perseguem, que buscam o nosso mal. Mas digo, A palavra do Senhor é provada e a Verdade. Já fiz esta prova e se provou Verdadeira. E não é de agora que está sendo provada. Por volta de três mil anos atrás Davi já fazia esta afirmação. O que prova que a natureza humana não muda.

De geração a geração, muitos não acreditarão e não tentarão aplicar a Palavra de Deus em suas vidas. Dizendo: " isto não se aplica aos dias atuais, segundo meu entendimento". Porém, oque vale, é o nosso entendimento,ou, o Direcionamento de Deus?

Salmo 18 
30  O caminho de Deus é perfeito; a palavra do SENHOR é provada; é um escudo para todos os que nele confiam.


Se não fizermos nossa parte, o mundo continuará da mesma forma, não podemos conformar com o mundo. Transformai-vos, para experimentar a agradável e perfeita vontade de Deus. (RM 12:2).



Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 

ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.

Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

sexta-feira, 10 de julho de 2015

O Lugar que DEUS nos Leva

Êxodo 14 

1 Então, falou o SENHOR a Moisés, dizendo:

2 Fala aos filhos de Israel que voltem e que acampem diante de Pi-Hairote, entre Migdol e o mar, diante de Baal-Zefom; em frente dele assentareis o campo junto ao mar.

3 Então, Faraó dirá dos filhos de Israel: estão embaraçados na terra, o deserto os encerrou.

4 E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército; e saberão os egípcios que eu sou o SENHOR. E eles fizeram assim.

A paz do Senhor Irmãos!

Como já entendemos, primeiro Deus não levou os Israelitas pelo caminho mais curto para que seus corações não desvia-sem da grande promessa de Deus.

Agora vamos entender porque o Senhor levou os Egípcios a perseguirem os Israelitas até dentro do mar para poder ali destruí-los a vista de todo Israel.

Deus conhece o coração dos homens. Assim como, não levou os israelitas pelo caminho mais curto    ( Êxodo 13: 17,18), para que seus corações não se enfraquecessem e voltassem a escravidão no Egito, também sabia que, se destruísse os egípcios em suas próprias cidades, o coração do povo com certeza ficaria tentado em assumir: os palácios, terras, casas, tesouros, animais, plantações, assim como também, bem provável, que assumiriam a cultura e os cultos aos deuses egípcios. Mas será?

As Escrituras nos confirma esta situação, quando entraram na terra de Canaã, muitos dos povos que ali viviam não foram expulsos, mesmo que Deus ordenasse que fossem. Os Israelitas não obedeceram, e assim, se prostituíram após os deuses daqueles povos. (NM 25,33); (DT 18: 9-14).

Por tanto, primeiro Deus retirou o povo da cidade, da escravidão, do meio daquela cultura pagã e hidrólatra, deixou que atravessassem o mar, e somente depois, destruiu o exército dos egípcios. Para mostrar que de forma alguma eles poderiam viver ali, e ou, voltar ao Egito. 

Deus não tem prazer na morte dos impios (EZ 18:32), mas que tenham o conhecimento da verdade e se salvem. (1TM 2: 3-6). Aquelas nações não poderão dizer, que não conheceram o Deus verdadeiro.

Que possamos entender que Deus vai trabalhar nossas vidas e corações, para que possamos viver o reino de Deus. E que Deus tem de estar a frente de tudo em nossas vidas, principalmente onde viveremos. (TG 4:15).

Ele não quer que vivamos em meio as Hidrolatrias, com costumes que o mundo vive, deixando o verdadeiro Deus em segundo plano.  Adorando os deuses deste século: Vaidade; Dinheiro; Poder; Arrogância; Promiscuidade; Prostituição; Falta de amor ao próximo; colocando nossos serviços, familiares e amigos acima de Deus. 

Quantos pastores tem se ensoberbecido com a "grandeza" física de suas entidades chamadas igrejas, e ou, estão bêbados pela projeção de suas próprias imagens, chegando a coloca-las na fachada dos templos. A guerra da grandeza dos templos chegou a transportas pedras de Israel para suas construções. A santidade de Deus está contida nas pedras?

Temos de parar de acreditar que podemos julgar a nós mesmos.
E que o servir a Deus, é quebrar um galho para a Igreja e ao próprio Deus. 
E buscar filtrar nossas vidas e ações em Jesus Cristo. 



Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 

ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.

Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

Os Melhores Caminhos de Deus!

Êxodo 13 

17 E aconteceu que, quando Faraó deixou ir o povo, Deus não os levou pelo caminho da terra dos filisteus, que estava mais perto; porque Deus disse: Para que, porventura, o povo não se arrependa, vendo a guerra, e tornem ao Egito.

18 Mas Deus fez rodear o povo pelo caminho do deserto perto do mar Vermelho; e subiram os filhos de Israel da terra do Egito armados.
























A paz do Senhor Irmãos!

Pelo registro nas Escrituras, Deus não permitiu que o povo pegasse a rota mais curta para Canaã. Podemos observar pelo mapa acima, que o caminho para a terra prometida seria margeando a costa do Mar Mediterrâneo, mas, a rota descrita pelas Escrituras é provavelmente a que está marcada em azul. Sabemos que a murmuração dos Israelitas é o motivo de terem passado quarenta anos do deserto, assim, compreendemos tantas idas e vindas. Mas porque antes da murmuração, Deus não os direcionou pelo caminho mais curto?

Deus disse algo interessante sobre a personalidade daquele povo. Se o povo visse a guerra, iriam ficar amedrontados e voltariam ao Egito. Deus sabia que mesmo depois de serem testemunhas oculares de Megas Eventos sobre-naturais, seus corações temeriam.

Como ainda estavam com personalidades de escravos, e se vissem as guerras que eram travadas nas terras dos filisteus, com toda certeza, voltariam a escravidão, satisfeitos.

Estavam vivendo uma grande novidade, a "Liberdade", sair da escravidão de 430 anos. E até então, somente viram o mover de Deus sem ser necessário que fizessem algo, mas quando tiveram de se movimentar, ficaram atônitos, e o Senhor conhecia aqueles corações. Mas Deus não poderia destruir todos os inimigos de uma só vez? 

Deus poderia ter aberto o caminho até Canaã, ter feito chover alimentos e fazer surgir água de pedra no deserto? sim, e assim o fez. Mas o agir de Deus não é o agir de homens. Deus é o criador de tudo e todos, conhece nossos corações, o que devemos e como devemos aprender, para dar valor a tudo que Ele nos entrega, e assim, honrar ao Senhor seguindo seus estatutos para que tenhamos vida. 

Por isso, Deus teria de tratar aquele povo antes de lhes entregar a promessa. Nem sempre o caminho mais curto é o melhor para nossas vidas e isto está provado nesta passagem.

As vezes ficamos murmurando, pois, as situações são mais fáceis para outras pessoas, e os nosso caminhos dão voltas e voltas até podermos chegarmos ao mesmo ponto. 

Mas Deus sabe o caminho que cada pessoa deve percorrer, o que devemos e como devemos aprender, para que nossos corações não se desviem da grande promessa em nossas vidas, e não se desvie de valorizar as bençãos de Deus em nossas vidas. De forma que não esqueçamos de honrar e glorificar aquele que nos Ama e que é nosso SENHOR, o único Deus, o ALTÍSSIMO!.

Que possamos dar glórias a Deus, pelo caminho mais longo, se assim Ele nos direcionar. Também pelo caminho mais curto, se assim Ele nos direcionar. Pois, somente Deus conhece o melhor caminho para nossas vidas, para que possamos aprender e valorizar o que Ele nos entrega e honrar aquele que nos ama, o SENHOR. 


Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 

ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.

Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Deus age. Mas nós reconhecemos esta ação?

ÊXODO 15 

22  Depois fez Moisés partir os israelitas do Mar Vermelho, e saíram ao deserto de Sur; e andaram três dias no deserto, e não acharam água.
23  Então chegaram a Mara; mas não puderam beber das águas de Mara, porque eram amargas; por isso chamou-se o lugar Mara.

24  E o povo murmurou contra Moisés, dizendo: Que havemos de beber?

25  E ele clamou ao SENHOR, e o SENHOR mostrou-lhe uma árvore, que lançou nas águas, e as águas se tornaram doces. Ali lhes deu estatutos e uma ordenança, e ali os provou.

26  E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o SENHOR que te sara.

27  Então vieram a Elim, e havia ali doze fontes de água e setenta palmeiras; e ali se acamparam junto das águas.


A paz do Senhor irmãos!

A palavra do Senhor nos diz que partiram os israelitas, após os eventos ocorridos no Egito, todas as pragas, e mais precisamente o evento da abertura do mar vermelho. Ali estava concretizada a saída do Egito. Dez pragas foram lançadas por Deus sobre o Egito:  

   Êxodo cap. 7 ao 12
  1ª  As águas  tornando-se em Sangue; 
  2ª  Invasão das rãs;
  3ª  Pragas dos piolhos;
  4ª  Invasão das moscas; 
  5ª  Peste nos animais; 
  6ª  Praga das úlceras; 
  7ª  Grande Saraíva; 
  8ª  Invasão dos gafanhotos; 
  9ª  Praga das Trevas; 
10ª  A morte dos primogênitos. 


Sobre estes eventos podemos evidenciar duas situações: 
As pragas foram para mostrar ao Egito, e para todos os reinos, que só existe um DEUS, e que tem domínio sobre tudo e sobre todos. Deus de longe e Deus de perto, dos vales e dos montes. Deus do universo. E que aquilo que por eles eram considerados deuses, não passavam de ilusão dos homens. A verdade lhes foi revelada.  
Também foi para mostrar as Israelitas que se deve dar ouvidos a voz do SENHOR e ter confiança em todo o tempo, independente da situação, e que Deus cumpre suas promessas.

Os Israelitas foram testemunhas oculares de todos estes eventos sobrenaturais, ação do Verdadeiro Deus, e também viram o mar se abrir diante de seus olhos, e o maior exército daquela atualidade ser devastado. Após presenciarem todos estes eventos, caminharam apenas três dias no deserto de Sur, e já murmuraram. Misericórdia.

Como o ser humano é falho e fraco, como somos motivados pelas adversidades atuais, e não lembramos do que aconteceu em apenas três dias atrás em nossas vidas. 

Muitos quiseram voltar ao Egito, e esta realidade foi registrada várias vezes nas Escrituras. Voltar aquele lugar, para serem novamente escravizados, afligidos, humilhados e mortos, apenas por um pouco de água e um pouco de comida.  Mesmo depois de testemunharem megas ações de Deus, para livra-los da escravidão, ainda assim não vislumbravam a grande promessa de Deus em suas vidas. Porém, muitos não quiseram voltar, estavam firmes em seguir da forma que fosse ao Senhor.

Em qual destas porcentagens nos enquadramos, todos vemos o agir de Deus em nossas vidas, mas nem todos conseguimos confiar que Deus agirá.


SALMO 95

7 Porque ele é o nosso Deus, e nós povo do seu pasto e ovelhas da sua mão. Se hoje ouvirdes a sua voz, 

8 Não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto;

Uma porcentagem não aguentam esperar pela promessa e acaba endurecendo o coração para a voz do Senhor e para as suas determinações, e assim, se desviam da promessa de Deus.

Outra porcentagem seguem no Caminho Jesus Cristo, passando pelos desertos e dificuldades, abrindo o coração para a voz do Senhor, e com toda certeza será recompensado.

O Senhor nos pede que tenhamos confiança, fé e que guardemos os seus desígnios. O restante Ele fará. Assim como fez em toda a história bíblica, entregando seu Filho para nos guiar pelo Caminho, Verdade e Vida.



Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pais, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

domingo, 5 de julho de 2015

Uma das formas do agir de Deus em nossas Vidas!

2º CORTÍNTIOS 7

10 Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte.

A paz do Senhor Irmãos!

Paulo escreveu sobre o arrependimento, mas sob a ótica da salvação, por isso, nos diz que é segundo Deus, pois, é ação do Espirito Santo em nossas vidas. Este arrependimento que leva a salvação não poderia ter vindo de sentimentos baseados na nossa carnalidade, mas, numa ação Divina em nossos corações. Quem é aquele que clamando verdadeiramente ao Senhor por refrigério, na eminência do pecado, não foi atendido?

Mas Paulo também escreveu sobre a tristeza do mundo. Esta situação muitas vezes confundida com arrependimento genuíno, porém, o produto final destas duas situações são bem distintos. Enquanto um leva a salvação pois vem de Deus, o outro, leva a morte. Esta tristeza não é mais do que o orgulho quebrado, vergonha por ter cometido algum ato de pecado e descoberto. 

Estas situações se referem mais aos sentimentos carnais do que espirituais, as pessoas ficam tristes, sem esperança.  Não admitem errarem e não aceitam situações de humilhações segundo seus julgamentos e definições, e desta forma, muitos procuram a morte. O numero de pessoas depressivas é alarmante, principalmente dentro das igrejas, onde, não deveria existir tal situação. Os suicídios que são motivados pela "tristeza do mundo" são de milhares em todo o mundo. 

Um exemplo bíblico da tristeza do mundo está em Mateus 27: 1 ao 10. Onde Judas se dizendo arrependido, atirou as 30 moedas de pratas, e foi-se enforcar. 

Judas traiu Jesus Cristo, Pedro Negou Jesus Cristo por 3 vezes, mesmo  tendo afirmando horas antes que, se fosse necessário morreria com Ele, mas não o negaria. Mateus 26: 31 ao 36. Será que Pedro não se arrependeu também? com certeza, porém, foi um arrependimento vindo da ação do Espírito Santo, enquanto o arrependimento de Judas foi um arrependimento do mundo. Judas sempre esteve mais preocupado com ele mesmo, roubava as ofertas. João 12: 1 ao 6. Deus conhece o coração de cada pessoa, não adianta tentarmos enganar ao Senhor.

Que possamos buscar este arrependimento vindo do Senhor. Mas como conseguiremos, se vem do Senhor? 

Tiago 4:8 Chegai-vos a Deus, e Ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.

Purificar nossos corações: Liberar Perdão, quebrar o orgulho, limpar do ódio, plantar a semente da paz, amar ao próximo. Mágoas, ódio, inveja, rancor em nossos corações, só vai afastar o agir de Deus. Não que, não tenha poder pra Agir, mas, estas ações o desagrada ao Senhor.

É nos afastando do pecado, purificando nossos corações que vamos agradar a Deus, e assim é uma das formas que Ele agirá em nossas vidas.


Glórias a Deus Senhor!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.

Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).