Quem sou eu

Minha foto
" 4 - Bem aventurado aquele a quem tu escolhes, e fazes chegar ati, para que habite em teus atrios; nós seremos fartos da bondade da tua casa e do teu santo templo. 5 - Com coisas tremendas em justiça nos responderás, ó Deus da nossa salvação; tu és a esperança de todas as extremidades da terra e daqueles que estão longe sobre o mar; " SALMO 65 (4;5)

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

"A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel que significa ‘Deus conosco’



A paz do Senhor Irmãos..
Uma postagem do Irmão e Professor.
Vinicius Seabra.
"A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel que significa ‘Deus conosco’ (...) e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria”.
Mateus 1:23
O nascimento de Jesus é celebrado pela sua importância soteriológica (i.e. salvífica). Naquele dia a humanidade descobriu o que significa “Deus amou o mundo de tal maneira” (cf. Jo. 3:16). De agora em diante teríamos um lugar para atracar nossas vidas. Este que nasceu levará sobre si mesmo nossas mais horrendas transgressões, Ele será “moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (cf. Is. 53:5). De agora em diante nossas almas poderiam descansar sob a justiça de Deus. A natividade trouxe mais que uma promessa futura de vida eterna, veio junto da sentença “não temas” (cf. Mt. 1:20). De agora em diante teríamos fé em dias de incertezas. O nascimento de Jesus trouxe Deus para perto de nós, não que Ele outrora estive inacessível, mas agora temos o Emanuel “Deus Conosco” (cf. Mt. 1:23). De agora em diante nunca mais estaríamos sozinhos. A natividade traz consigo todas estas dádivas, é Graça para gente sem graça.

O nascimento de Jesus também descortina outras visões redentoras, como por exemplo, a proposta de nascer numa manjedoura. Ao contrário do que encenamos como algo ruim e depreciativo, o fato de Cristo ter nascido entre os animais foi majestoso. O Deus encarnado escolheu vir ao mundo junto da criação, não apenas dos homens. Ele escolheu nascer num lugar democrático, onde animais e homens celebrassem o Redentor, pois “toda a criação geme” (cf. Rm. 8:22), então, “Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo” (cf. II Co. 5:19). O fato de não haver lugar na hospedaria não fora um golpe do destino nos planos de Deus, muito pelo contrário, era a intenção de Deus, demostrando que a criação precisa reconectar-se. Ali, animais e homens entenderiam que “tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor” (cf. Sl. 150:6). Não tinha lugar mais adequado para Ele nascer, a estrebaria seria o símbolo da nossa missão integral.

O nascimento de Jesus continua a fornece uma nova cosmovisão acerca do caráter de Deus e sua relevância integradora para nossas jornadas cristãs. Sendo assim, o Rei escolheu nascer junto à plebe revelando que a grandiosidade do Reino nada tem haver com privilégios exclusivistas exibicionistas. O Grande Eu Sou escolheu vir junto dos camponeses para que entendêssemos que “quem quiser tornar-se importante deverá ser servo” (cf. Mc. 10:43). Neste Reino do Emanuel não haverá lugar para diferenciação de classes sociais, somos uma irmandade. Não pode haver maiores. Não pode haver títulos. Não pode haver privilegiados. Não pode haver acumulo de riqueza. Não pode haver necessitados. Não pode haver desigualdade. O Rei deu-nos o exemplo a ser seguido e assim “olhando para Jesus, autor e consumador da fé” (cf. Hb. 12:2) podemos redescobrir nossa missão junto aos desafortunados, demonstrando que a Graça não é apenas um discurso natalino, mas é o marco regulador da nossa fé.

Fortalecido pela cruz de Cristo,
Vinicius Seabra.

Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Bem-aventurado é aquele que atende ao pobre

SALMO 41

1 Bem-aventurado é aquele que atende ao pobre; o SENHOR o livrará no dia do mal.
2 O Senhor o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos.
3 O Senhor o sustentará no leito da enfermidade; tu o restaurarás da sua cama de doença.
4 Dizia eu: Senhor, tem piedade de mim; sara a minha alma, porque pequei contra ti.
5 Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele, e perecerá o seu nome?
6 E, se algum deles vem me ver, fala coisas vãs; no seu coração amontoa a maldade; saindo para fora, é disso que fala.
7 Todos os que me odeiam murmuram à uma contra mim; contra mim imaginam o mal, dizendo:
8 Uma doença má se lhe tem apegado; e agora que está deitado, não se levantará mais.
9 Até o meu próprio amigo íntimo, em quem eu tanto confiava, que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.
10 Porém tu, Senhor, tem piedade de mim, e levanta-me, para que eu lhes dê o pago.
11 Por isto conheço eu que tu me favoreces: que o meu inimigo não triunfa de mim.
12 Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.
13 Bendito seja o Senhor Deus de Israel de século em século. Amém e Amém.


A paz irmãos!

Um salmo direcionado pelo Senhor para ser postado, já postei este salmo em outros anos, e ao verificar no blogger, percebi, que neste exato momento alguém esta lendo a postagem de 2011, exatamente este salmo, por tanto, confirma para o salmo do dia.. Salmo 41.
Dias de festas estão chegando, um mês muito comemorativo, provavelmente as duas datas mais conhecidas, lembradas e esperadas por todos, por vários motivos.
Mas é um mês de muitas exclusões, muitos excessos, trocam mas também um mês que podemos fazer a diferença na vida daqueles que mais necessitam.
Para muitos, um pequeno gesto pode ser tudo que vão receber, uma cesta de natal, roupas, uma palavra de conforto e esperança, respeito. Quantos não se encontram em condições nem mesmo de ter um banho nestes dias, quanto mais uma ceia, um carinho, um abraço, uma oportunidade de viver uma vida diferente, receber as palavras de vida que só o Senhor nos concede. 

Romanos 10
14 Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?

Que não somente neste mês possamos fazer algo por nossos irmãos que necessitam, mas em todo o tempo, desde alimento, roupas até ouvir palavras que edifiquem e os fortaleçam, que o viver a palavra de Deus e amar nossos irmãos sejam nossos objetivos e nossa prática.


Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.


O Livro de ESDRAS

CAPÍTULO 1

1 NO primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia (para que se cumprisse a palavra do SENHOR, pela boca de Jeremias), despertou o SENHOR o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo:
2 Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR Deus dos céus me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá.
3 Quem há entre vós, de todo o seu povo, seja seu Deus com ele, e suba a Jerusalém, que está em Judá, e edifique a casa do SENHOR Deus de Israel (ele é o Deus) que está em Jerusalém.
4 E todo aquele que ficar atrás em algum lugar em que andar peregrinando, os homens do seu lugar o ajudarão com prata, com ouro, com bens, e com gados, além das dádivas voluntárias para a casa de Deus, que está em Jerusalém.
5 Então se levantaram os chefes dos pais de Judá e Benjamim, e os sacerdotes e os levitas, com todos aqueles cujo espírito Deus despertou, para subirem a edificar a casa do SENHOR, que está em Jerusalém.
6 E todos os que habitavam nos arredores lhes firmaram as mãos com vasos de prata, com ouro, com bens e com gado, e com coisas preciosas; além de tudo o que voluntariamente se deu.
7 Também o rei Ciro tirou os utensílios da casa do SENHOR, que Nabucodonosor tinha trazido de Jerusalém, e que tinha posto na casa de seus deuses.
8 Estes tirou Ciro, rei da Pérsia, pela mão de Mitredate, o tesoureiro, que os entregou contados a Sesbazar, príncipe de Judá.
9 E este é o número deles: trinta travessas de ouro, mil travessas de prata, vinte e nove facas,
10 Trinta bacias de ouro, mais outras quatrocentas e dez bacias de prata, e mil outros utensílios.
11 Todos os utensílios de ouro e de prata foram cinco mil e quatrocentos; todos estes levou Sesbazar, quando os do cativeiro subiram de Babilônia para Jerusalém.

Nesta passagem vemos a Palavra do Senhor se cumprirem, no tempo de Deus e não no tempo dos homens, assim como o Senhor tinha revelado que o povo passariam 70 anos no cativeiro, também revelou que este mesmo povo voltaria para a terra prometida, a cidade e o templo seriam reconstruídos.

Uma nação levada ao cativeiro por 70 anos e voltando não por suas forças, nem porque achou graça perante os seus opressores, mas sim e somente sim pela vontade e ordenança de Deus. O Senhor age de diversas formas e confunde os sábios, fortes e aqueles detentores de tesouros.

“Jr 9 - 23 Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, 24 Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.”

Beneficência – Virtude de fazer o bem. Ato de favorecer. Prática de obras de caridade.

Juízo - Ato de julgar. Foro tribunal em que se julgam e sentenciam pleitos, litígios, demandas, e em que se administra justiça. Jurisdição. Faculdade intelectual de julgar, de ajuizar; Conceito; Tino.Circunspecção. Seriedade.

Justiça – Respeito do Direito. Virtude moral que inspira o respeito de outrem e que faz dar a cada um o que lhe pertence. Equidade.

As revelações do Senhor serão cumpridas isto é certo, aqui temos um relato de mais uma delas. Através de Isaías e depois Jeremias, o Senhor revelara que o povo, por causa de suas escolhas e convicções, por se desviarem do Senhor e de seus preceitos, deveriam passar por um tempo de aprendizado, que tempo é este? Viver um tempo sem a proteção do Senhor, deixando procurem e clamarem aos deuses que achavam serem deuses, como estava com o coração voltados a iniqüidade, injustiça e cultuando deuses das nações estranhas, que os próprios os atendessem.

Assim passaram 70 anos no cativeiro, mas o Senhor grande em misericórdia determinou sim este aprendizado na vida daquela nação, mas também estabeleceu que um rei os levaria de volta a terra prometida e reconstruiria não apenas a cidade mas também o templo do Senhor e isto, cento e cinqüenta anos antes de acontecer.

Imaginem o impacto que teve o rei Ciro, chegando ao seu conhecimento, ( certamente pelos Israelitas que tinham acesso ao rei assim como Daniel, por exemplo, tinha.) que existia esta profecia 150 anos antes de nascer, e que Deus, é quem o colocou com poder sobre as nações, seu coração já estava preparado para aquele dia, pois atendeu ao Senhor, mas com certeza foi um grande impacto e além de tudo uma confirmação que esperava. Pois Deus trabalho no passado para entregar no futuro o que necessitamos no tempo que chamamos de hoje.

Isaías 46 “9 Lembrai-vos das coisas passadas desde a antiguidade; que eu sou Deus, e não há outro Deus, não há outro semelhante a mim.
10 Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade.”

Deus trabalha de uma forma que confunde os sábios, desterra a força dos fortes pelas coisas fracas deste mundo e que mostra toda pobreza que existe na riqueza para que saibam que o confiar é em Deus.

Isaías 40
7 Seca-se a erva, e cai a flor, soprando nela o Espírito do SENHOR. Na verdade o povo é erva.
8 Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.


Irmãos, a Palavra do Senhor se cumprirá nos seus detalhes, que possamos estar atentos, crer e guardar os preceitos do Senhor, andar no caminho e na verdade e na vida que nos foi ofertada, que o nosso coração possa desejar o viver com o Senhor, não por dádivas, mas pelo amor único e verdadeiro que Ele tem por nós.. que possamos também o amar e o querer estar com o Senhor verdadeiramente.


Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Estejamos atentos ao que o Senhor nos ensina sobre o Reino de Deus!

Evangelho de Marcos cap. 4
31 É como um grão de mostarda, que, quando se semeia na terra, é a menor de todas as sementes que há na terra;
32 Mas, tendo sido semeado, cresce; e faz-se a maior de todas as hortaliças, e cria grandes ramos, de tal maneira que as aves do céu podem aninhar-se debaixo da sua sombra.
33 E com muitas parábolas tais lhes dirigia a palavra, segundo o que podiam compreender.

Evangelho de Mateus cap. 13
24 Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeia a boa semente no seu campo;

25 Mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se.
26 E, quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio.
27 E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu, no teu campo, boa semente? Por que tem, então, joio?
28 E ele lhes disse: Um inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres pois que vamos arrancá-lo?
29 Ele, porém, lhes disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis também o trigo com ele.
30 Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas, o trigo, ajuntai-o no meu celeiro.




A paz do Senhor irmãos!

O Senhor em seus ensinos aplicou muito o uso de parábolas, utilizando linguagem de forma que os simples e humildes também pudessem compreender, mas deixando sua mensagem muito clara acima de tudo.

A semente que cresce e se torna uma grande árvore, representa o poder do Senhor em favor de nossas vidas, o que pode começar apenas com uma pequena semente lançada se tornará em uma grande árvore para nos proteger do calor angustiante e nos entregar frutos. 

O que pode parecer pequeno no inicio se tornará grandioso, se germinar em nossos corações. 

Quantos questionamentos ouvimos sobre o mal que persevera nesta terra, mas nada acontece sem a permissão de Deus, o Senhor está no controle. Assim vivemos nesta terra certos da Graça de Deus, convictos cada dia mais da nossa natureza pecadora, o dia da colheita chegará, como todo ciclo, a semente é germinada, cresce, vem os frutos e a cega.

Parece ser palavras muito simples e de cunho rural, para a maioria dos que ouviam, esta, era a realidade que compreendiam. Vemos no vers. 33, de MC 4, que existiam sim uma preocupação sobre a compreensão e entendimento do público, mesmo que muitos "sábios" as desmereçam, a verdade de seus ensinos foi expota, para que ninguém dissesse onde está a palavra de Deus, quem nos fará conhecer? (DT 30 - 10 ao 15).


Estejamos atentos ao que o Senhor nos ensina sobre o Reino de Deus!


Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

ONDE ESTAMOS QUANDO O SENHOR SE MANIFESTA?

EVANGELHO DE JOÃO CAPÍTULO 2

1 E, AO terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.
2 E foi também convidado Jesus e os seus discípulos para as bodas.
3 E, faltando vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho.
4 Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora.
5 Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser.
6 E estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam dois ou três metretas.
7 Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima.
8 E disse-lhes: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E levaram.
9 E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água), chamou o mestre-sala ao esposo,
10 E disse-lhe: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.
11 Jesus principiou assim os seus sinais em Caná da Galiléia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele.
12 Depois disto desceu a Cafarnaum, ele, e sua mãe, e seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias.



Metretas – Provavelmente de 30 a 40 litros.
Cada talha cabia duas ou três destas medidas, por tanto, teria a capacidade entre no mínimo 60 a 90 e no máximo de 80 a 120 litros, então para o número de seis talhas tería-se no mínimo de 360 a 540 e no máximo de 480 a 720 litros.
Ao terceiro dia, contagem a partir da chegada dos primeiros discípulos, a família de Jesus foi convidada para uma festa de casamento. O convite foi estendido a todos, “hoje isso se chamaria de penetras”, mas naquele tempo a hospitalidade era diferente, os convidados de meus convidados também são meus convidados.

O versículo 3 nos descreve uma situação que fugiu ao planejamento dos noivos, faltava vinho. Talvez pelas dificuldades financeiras dos noivos, ou pela escassez do produto no mercado, e um dia de festa estava prestes a se tornar em vergonha.
Maria sabendo da capacidade do Filho de Deus, pediu que agisse naquela situação, uma lição aprendemos... a quém devemos pedir, suplicar e clamar.. e este é o Senhor Jesus Cristo... Maria sabia que Ele poderia fazer algo que nenhum outro poderia, e mesmo não sendo o momento do Senhor se manifestar não se omitiu perante aquela situação.


A maioria dos convidados daquele evento não souberam o que o Senhor fez, o milagre que operou e a compaixão que teve com aquela família. Muitos milagres estão acontecendo ao nosso redor e não o sabemos, mas mesmo assim não quer dizer que o Senhor não age, talvez experimentamos de bênçãos do Senhor, milagres tão próximos que provavelmente saboreamos dos milagres do Senhor sem ao menos reconhecer de onde veio.
Os discípulos do Senhor o sabiam, aqueles que seguiam Jesus Cristo sabiam, e assim começaram a testificar da obra de Deus nesta terra.

Onde estamos quando os milagres acontecem, os ensinamentos estão sendo ministrados, onde estamos quando os famintos clamam e os solitários choram, os órfãos sofrem e os necessitados passam sem serem atendidos? Neste lugares e situações que o Senhor está. Temos de segui-lo por onde Ele for, onde estão os aflitos e necessitados, onde Abençoa e Doa de sua Graça, assim presenciaremos a obra de Deus.

“Que possamos estar atentos ao chamado de Jesus Cristo...” Vinde e Vereis” JO 1-39.


Glórias a Deus Aleluia!

Que a Graça do Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus,
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Vinde e Vereis

João - Capítulo 1 - Versículo 1 a 14 e 29 a 39.

1   No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 
2   Ele estava no princípio com Deus. 
3   Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 
4   Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; 
5   a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. 
6   Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. 
7   Este veio como testemunha, a fim de dar testemunho da luz, para que todos cressem por meio dele. 
8   Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. 
9   Pois a verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava chegando ao mundo. 
10 Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu. 
11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. 
12 Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; 
13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus. 
14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai. 
................................................................................................................

29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. 
30 este é aquele de quem eu disse: Depois de mim vem um varão que passou adiante de mim, porque antes de mim ele já existia. 
31 Eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, é que vim batizando em água. 
32 E João deu testemunho, dizendo: Vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele. 
33 Eu não o conhecia; mas o que me enviou a batizar em água, esse me disse: Aquele sobre quem vires descer o Espírito, e sobre ele permanecer, esse é o que batiza no Espírito Santo. 
34 Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus. 
35 No dia seguinte João estava outra vez ali, com dois dos seus discípulos 
36 e, olhando para Jesus, que passava, disse: Eis o Cordeiro de Deus! 
37 Aqueles dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus. 
38 Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: Que buscais? Disseram-lhe eles: rabi (que, traduzido, quer dizer Mestre), onde pousas? 
39 Respondeu-lhes: Vinde, e vereis. Foram, pois, e viram onde pousava; e passaram o dia com ele; era cerca da hora décima. 


A paz irmãos!

Palavra Maravilhosa, que confirma a vinda do Senhor, a encarnação de Deus nesta terra, não era sua obrigação, e nós não merecíamos.. .Mas o mistério da Graça de Deus não é para ser compreendido mas sim reconhecido, não vamos compreender a mente de Deus pois é infinita, nem tão pouco poderemos viver um Amor tão grandioso e uma misericórdia que não poderemos oferecer a ninguém, nem podemos nos justificar. 

Profecias se cumprem, e assim como pela Inspiração do Senhor, Isaías profetizou a preparação da vinda do Senhor, com " a voz do que clama no deserto", a palavra do Senhor se cumprirá, temos de estar acordados, vigiando a todo o tempo, a Palavra de Deus é viva e eficaz.

Dois discípulos ouvindo João Batista testificar de Jesus Cristo, logo o seguiram, mesmo não sabendo qual seria a reação do Senhor, Jesus Cristo vendo esta busca, disse o que buscais e disseram "Mestre" onde pousas. então o Senhor lhe disse: Vinde, e vereis.

Aqueles dois discípulos.. .queriam saber mais sobre Jesus Cristo, queriam o Mestre, buscavam aquilo que seus corações com certeza já estavam dispostos, seguir ao Senhor por onde quer que fosse. O Senhor disse-lhes:

Vinde e vereis....

Vinde.. .O Senhor está com os braços abertos.. a todos aqueles que o buscar.. "Deus amou o mundo de tal maneira que entregou seu Filho ".(Jo 3-16) . "Vinde amim todos que estais cansados e oprimidos e Eu os aliviarei".(MT 11- 28 a 30 ). O Senhor nos convida e se achegar a Ele da forma que estamos.. .para nos sarar e nos levar novamente para junto de seu rebanho.

Vereis... O Senhor nos faz um desafio.. .de fazer prova de sua vida.. de seus ensinos.. de seus exemplos, do seu Amor.. de sua Graça para com todos.. O Senhor já nos chamou para perto, não colocou restrição ao convite, apenas vinde... nestes momento o Senhor nos diz.. me acompanhe e verás quem Eu sou e o que posso fazer pela sua vida... como poderemos conhecer ao Senhor. .se primeiro não nos colocar a segui-lo e tão pouco a conhecer de sua vida... ao segui-lo Ele se manisfestará em nossas vidas... 

O Senhor nos recebe e prova toda sua Graça.. basta apenas que estejamos dispostos a segui-lo e também a conhecê-lo. Que possamos nos colocar no Caminho que o Senhor nos chama, conhecer a Verdade que Ele nos revela e viver a Vida que já entregou por nós.



Glórias a Deus Aleluias!

Que a Graça do Pais, Jesus Cristo e o Espírito Santo de Deus, 
ilumine e nos fortaleça no Caminho do Senhor.

Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho e a Verdade e a Vida.
Ninguém chega ao Pai se não for através, unicamente, de Jesus Cristo.(JO 14:6).